14 Setembro 2017

Psicologia é com o Psicólogo!

Publicado por 
Avalie este item
(0 votos)

Em nosso mundo atual, onde a tecnologia é um fato, as mudanças são constantes, o mundo globalizado nos informa sobre tudo que acontece e o tempo parece escasso, as mudanças são constantes e tudo parece ser efêmero. As pessoas têm dificuldades de sentir ou de se frustrar tentando demasiadamente encontrar algo que lhes alivie a dor e/ou as angustias que tanto as aflige. Não que devemos buscar a dor, mas devemos sim entender que ela é uma manifestação de algo que precisa ser visto, entendido e redefinido. Mas como o tempo urge e as relações se tornaram superficiais a busca é de algo mágico e imediato: “um remédio instantâneo”. Com isso surgem pessoas que apresentam técnicas e intervenções que visam minimizar a dor emocional e ou reestabelecer o equilíbrio nas relações sejam elas emocionais ou familiares, com a mesma superficialidade e efemeridade do mundo que se apresenta. Estas técnicas e intervenções apesar de estarem muitas vezes presentes em abordagens psicológicas, não fazem parte do arsenal terapêutico do psicólogo. Muitos não entendem o porquê, ou ainda acreditam que os psicólogos estão perdendo espaço ou a oportunidade de usar estas técnicas. Neste dia 27 de agosto a profissão de psicólogo comemora 55 anos no Brasil, e aproveitamos esta data para explanar acerca de nossa profissão, esclarecendo o que fazemos e porque não usamos tais intervenções.

A psicologia surge como ciência no século XIX a partir de sua desvinculação da filosofia. A partir de seu reconhecimento no meio científico vem evoluindo e se construindo até os dias atuais. No Brasil, a Psicologia foi instituída pela Lei N° 4.119, em 27 de agosto de 1962 e após o reconhecimento da profissão o Decreto nº 53. 464, de 21 de janeiro de 1964, passou a regulamentar e disciplinar o funcionamento dos cursos de psicologia no país. Sabemos que não é somente por leis que se expande e desenvolve uma profissão, se não por força, luta e esforços de profissionais atuantes. Hoje muitos são os cursos distribuídos em nosso estado e em todo país formando profissionais de grande valor.
Portanto, a Psicologia é uma ciência reconhecida e estruturada que estuda e analisa os processos intrapessoais (do ser humano consigo mesmo) e interpessoais (do ser humano com os demais), possibilitando a compreensão do comportamento humano individual e de grupo, por meio de instituições de diversas naturezas. Contudo, por se tratar de um conhecimento que está ligado ao estudo do próprio ser humano, o que se percebe é o grande interesse que envolve as pessoas de modo geral. Entendemos que o acesso à informação disseminou diversas áreas de conhecimento do comportamento humano, no entanto é o Psicólogo que está eticamente comprometido com sua profissão, bem como com a aplicação dos conhecimentos e instrumentos desta. E é esse comprometimento ético que impede o psicólogo de expor seu paciente e suas dores, não permitindo que pessoas sem a qualificação adequada possa dizer de forma tão taxativa as causas e os culpados de suas angústias, mesmo porque não há de se falar de causalidades, mas sim da complexidade do ser e de suas relações. Os profissionais da Psicologia têm o compromisso de zelar por sua profissão e pelo respeito ao ser humano, bem como o dever ético e moral de se posicionar neste contexto tão conturbado da sociedade atual.
Diante do exposto, é importante que o psicólogo diga quem ele é, o que faz, e como faz, para poder continuar contribuindo para minimizar o sofrimento humano. Somos profissionais da ciência, buscamos o bem-estar do ser humano e da sociedade, por meio de técnicas e procedimentos reconhecidos pela ciência psicológica, zelando pela ética e pela profissão de psicólogo. Assim, podemos dizer que de acordo com o ditado popular: “de médico e louco, todos nós temos um pouco”, mas hoje em dia podemos acrescentar a este que “de psicólogo, médico e louco, todos nós temos um pouco!” Porém, quando se trata de atuação profissional da PSICOLOGIA, SOMENTE O PSICÓLOGO ESTÁ APTO para fazê-lo.

Psicóloga - Terapeuta Familiar e de Casal
Noemi Paulina Cappellesso Finkler Noemi
CRP 08/03539

Psicóloga - Terapeuta Familiar e de Casal
Elisa Mara Ribeiro da Silva
CRP 08/03543