09 Outubro 2015

Dia das crianças... a criança de hoje será o adolescente de amanhã

Publicado por 
Avalie este item
(0 votos)


Segundo Lacan,
O sintoma da criança acha-se em condição de responder ao que existe de sintomático na estrutura familiar. O sintoma - esse é dado fundamental da experiência analítica – define-se, nesse contexto, como representante da verdade. O sintoma pode representar a verdade do casal familiar. Esse é o caso mais complexo, mas tambem o mais acessível a nossas intervenções. A articulação se reduz muito quando o sintoma que vem a prevalecer decorre da subjetividade da mãe. Aqui, é diretamente como correlata de uma fantasia que a criança é implicada.  
Costa, Terezinha. Psicanálise com crianças, pag 67.
Ainda sobre os adolescentes... Sujeitos que já foram crianças e são fruto desta relação chamada família.
Para compreender o adolescente de hoje se faz necessário voltar os olhos para o passado, um tempo não muito distante, onde a criança foi muitas vezes sintoma dos pais e da estrutura familiar.
A adolescência é “constituída” da permanência e mudança, luto das identificações antigas e integração das novas, isto nos convida a pensar o quão complexo se torna esta fase. Precisamos lembrar que pode ser insuportável estar “num lugar” sem muita especificação... onde os olhares se voltam apenas para o futuro... È necessário pensar hoje qual a relação e condução que queremos ter com o futuro Adolescente.


Veruska Festugato

Psicóloga e pedagoga

CRP 08/20958

Última modificação em Sexta, 09 Outubro 2015 16:05