Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 66
24 Setembro 2015

Adolescência.

Publicado por 
Avalie este item
(0 votos)

O interesse pelo estudo da adolescência vem em decorrência da observação do cotidiano e movimento feito pelos sujeitos que se encontram nesta fase da vida – não são crianças e não são adultos – São os adolescentes.

Se tudo é preparado na infância, até mesmo na mais tenra infância, talvez mesmo nos primeiros dias de vida, tudo é jogado na adolescência.

Evelyne Kestemberg(1984)

Sabendo então, que a adolescência é um período em que se “potencializa” os obstáculos internos e externos, onde as mais banais preocupações se inquietam e se transformam em angustia, faz-se necessário entender que sujeito é este.

Pode – se ler termos biológicos para explicação da adolescência, sabemos que a instalação da adolescência será a passagem do recém – nascido para a vida adulta, a puberdade, que é marcada por transformações hormonais e diferença que aparecem no corpo. Porém estas transformações biológicas e fisiológicas veem carregadas de atributos sociais, e se faz necessário uma compreensão sobre o momento adolescência, saber que é momento de deixar para trás a criança idealizada pelos pais e que isto significará tempo de desinvestimento, de busca de uma identidade sexual, e será ai, instituídas as crises da adolescência. Em busca de uma identificação com o mundo que lhe foi ‘dito na infância’ encontrará as faltas, conflitos, e as Crises – termo jurídico em sua etimologia grega, significa – o momento da sentença, pois o sujeito deixa o seu corpo infantil e passa ‘habitar’ um corpo que se prepara para a vida adulta. (Cahn, 1999)

Mas o adolescente é mais que um corpo em desenvolvimento... e por vezes esquecem que :

  • Precisa ainda de muito carinho – assim como quando era criança, eles resistem... mas querem muito.
  • Precisam de auxílio em suas tarefas diárias – Auxíliar não é fazer por ele.
  • Precisam acima de tudo de exemplo.
  • Entender que as “crises” são necessárias, mas que precisam de apoio para passar por ela.
  • Ouvir, ouvir e ouvir ...ahhh isto não significa que eles vão interagir eles só precisam que os pais estejam ali.

Os pais ou responsáveis cobram de seus filhos adolescentes como se fossem adultos... aí você pode me perguntar mas não deve ser assim...pode sim, mas precisa de uma adaptação ao novo corpo, a novas responsabilidades. Sendo assim, calma e paciência serão os primeiros passos para “entender” seu Adolescente.

Veruska Festugato

Psicóloga e pedagoga

CRP 08/20958