10 Fevereiro 2014

A Dor da Perda da Confiança

Publicado por 
Avalie este item
(0 votos)

A vida de relações  traz oportunidade de evoluções pessoais e com isso também algum sofrimento, pois o bem estar não é ausência de sofrimento, mas sim a capacidade de tirar proveito dele como impulso evolutivo, pois ao relacionar-se com alguém cria-se acordos, contratos e a quebras deles traz dor e perda de confiança.

Esta quebra de acordos e contratos trazem  perdas e muita dor ,momentos que  fazem experimentar sensações que muitas vezes nem pensa em  sentir , pois a forma como  cada um olha e pensa sua  vida e suas relações podem estar embasadas com as experiências infantis familiares de idealização embasam e esperança de como terá sua vidas de relações  na vida adulta. Na infância as pessoas sonham e  se identificam com personagens de contos de fadas que sempre reservam um  “felizes para sempre” e cria expectativas de viver estas estórias e quando isso não acontece vem a decepção, pois quando sonha sozinha cria o parceiros de acordo com sua personalidade e espera que o outro represente o papel de coadjuvante escolhido por ela na sua na  estória mas o outro também tem suas escolhas e desejos e muitas vezes estas estórias não se repetem e estes desencontros muitas vezes trazem dificuldades na comunicação e no conhecer um ao outro pois ao entrar no relacionamento com a estória já escrita perde-se a oportunidade de conhecer o outro e saber o que sonha e planeja para a vida a dois e assim criar a Historia dos dois. O relacionamento a dois é uma historia que precisa ser criada com os dois personagem olhando para si e para o outro, buscando no passado valores e significados e juntos construindo o presente com o olhar no futuro , neste momento cria-se alguns acordos que cada um espera que o outro cumpra e para cada um estes acordos tem um peso, quando quebrados tem-se a perda da confiança que causa em alguns casos dores emocionais quase insuportáveis que podem vir transformar-se em dores física e cada um busca lidar de uma forma: Alguns fazem sintomas e ficam remoendo esta dor por muitos anos e assim travam a evolução pessoal e de relações outros comunicam esta dor do jeito que consegue podendo ser  em forma de crises de choro ,distúrbio do sono, sintomas depressivos, indiferença agressividade, silêncios etc. e com isso buscam auxilio de profissionais para compreender o acontecido e recriar e historia dos dois, revendo os acordos e contratos, reconstruindo a confiança e formulando novos acordos e novos contratos dentro de uma base menos idealizada e mais real para construir uma vivencia em bases mais solidas e reais entendendo que olhar com olhos de realidade não trará um “felizes para sempre” mas momentos de bem estar e felicidade mutua onde cada um encontra no outro a segurança de dividir seus desejos fantasia e sonhos.

Psicóloga - Terapeuta Familiar e de Casal
Noemi Paulina Cappellesso Finkler
CRP 08/03539

Psicóloga - Terapeuta Familiar e de Casal
Elisa Mara Ribeiro da Silva
CRP 08/03543

Última modificação em Segunda, 10 Fevereiro 2014 10:22