27 Janeiro 2014

Casamento e poder

Publicado por 
Avalie este item
(0 votos)

O casamento é uma sociedade de troca, com regras não muito bem definidas, pois a subjetividade de cada um, e a forma de conexão que as pessoas envolvidas estabelecem com outro é o que vai dar a base para construir esta nova sociedade com objetivos comuns.

Os casamentos onde as pessoas têm pouca maturidade para passar do Eu para o Nosso, vivem em disputa de poder para fazer o que é melhor somente para um dos envolvidos, diante desta forma de pensar, gera - se conflitos que muitas vezes parecem intermináveis e ao invés de ser uma relação de troca que possibilita o crescimento e a satisfação de estar nesta sociedade, abre a possibilidade da invasão de terceiros, criando novas alianças com pais, filhos, amigos ou um novo relacionamento onde parece que seria mais feliz.

A rigidez que existe em muitas relações a exemplo o homem decide ou a mulher decide, deixando claro que o poder esta nas mãos de um apenas, proporciona relações cristalizadas com crescimento medíocre e infeliz. O fato de não poder participar dando sugestões para os problemas que a vida traz para o casal faz a pessoa sentir-se inútil, menos inteligente e não pertencente, e a pessoa que tem o poder de decisões, sente o peso de responsabiliza-se por erros e acertos tendo satisfações e frustrações que necessitam dar conta sozinho. Por outro lado pessoas que viveram em famílias competitivas ou abusadoras podem vir para o casamento com este mesmo espírito de que um ganha e o outro perde, e com isso busca impor suas idéias por achar que o outro tem a intenção de se aproveitar de suas fraquezas, que é inerente a todo ser humano, somos fortes em algumas coisas e fracos em outras. Quando não há a aceitação cria – se uma disputa de poder em todas as coisas que os dois poderão vir viver, cada um quer ganhar seja em coisas importantes ou banais, sem ter a consciência que nesta disputa os dois estão perdendo.

Um caminho para este crescimento é conectar-se com a pessoa amada tendo um diálogo aberto e uma escuta atenta, para construir um casamento sólido em um terreno fértil para que o amor cresça e traga bons frutos para a história dos dois.

 

Psicóloga - Terapeuta Familiar e de Casal
Noemi Paulina Cappellesso Finkler
CRP 08/03539

Psicóloga - Terapeuta Familiar e de Casal
Elisa Mara Ribeiro da Silva
CRP 08/03543

Última modificação em Segunda, 10 Fevereiro 2014 15:14